ACEESA - Associação Centro de Estudos de Economia Solidária do Atlântico

Economia Verde

Economia Verde

O Rio de Janeiro tornou-se no primeiro Estado brasileiro a ter uma secretaria de Economia Verde, que reportará à pasta do Meio Ambiente e será liderada pela cientista Suzana Kahn Ribeiro.

De acordo com a Valor online, um dos objectivos desta secretaria é tornar a economia fluminense mais “limpa, moderna e mais forte”.

Leia mais sobre a economia verde.

Uma das primeiras medidas a ser tomada será o lançamento de um mercado de carbono, inspirado no modelo europeu, com a comercialização entre empresas de licenças para emitir gases com efeito de estufa.

Mas há várias outras propostas em cima da mesa. Desde promover joint-ventures entre empresas e transformar o Rio de Janeiro num pólo de tecnologias limpas, desenvolver pás de torres eólicas com design mais adequado – para aproveitar melhor os ventos do Brasil – ou produzir painéis solares em vez de os importar.

“O Rio de Janeiro tem uma vocação muito grande para a inovação. Podemos credenciar-nos e ser um pólo de tecnologia de baixo carbono, podemos tornar o Rio numa vitrina desse novo modelo de desenvolvimento”, revela Suzana Kahn.

“Se conseguirmos estabelecer um modelo de governança ambiental, que possa ser replicado no Brasil todo, podemos mostrar que é possível ter o meio ambiente como indutor de desenvolvimento, e não como um impeditivo”, concluiu a responsável.

Finalmente, a responsável pela Economia Verde do Rio diz que a cidade brasileira – que vai receber, entre 2014 e 2016, os Jogos Olímpicos e o Mundial de Futebol – tal como o próprio País, terá de escolher entre ser “protagonista, coadjuvante ou atropelado pelos outros”. Qual será a escolha?

Publicado: Sexta, 18 Fevereiro, 2011

« retroceder



Questionários




ACEESA - Azores Rua D. Maria José Borges, 137 R/C Esq 9500 - 466 Fajã de Baixo - Ponta Delgada

Fotos de António Pacheco, Web Development Via Oceânica 2010